12 de out de 2004

Olha a prova da complicacao!!!

TRABALHO NO EXTERIOR

É importante lembrar que estudantes estrangeiros no exterior, oficialmente, não podem obter emprego. Existem apenas duas exceções: estrangeiros com visto de estudante nos EUA e na Inglaterra.

Nos EUA, o estudante tem permissão para trabalhar apenas no campus da universidade onde estuda, normalmente em funções não qualificadas e de baixa remuneração.

Na Inglaterra, o estudante regularmente matriculado em escola de inglês também pode obter um licença especial de trabalho part-time (20 horas por semana) durante seu período de estudos. A remuneração é de 4 a 5 libras por hora.

Além disso, algumas escolas de ESL arranjam estágios não remunerados para seus alunos, cujo único objetivo é proporcionar mais contato com a língua e o funcionamento da sociedade.

Afora as 3 situações acima, trabalho legal, só se uma empresa do país patrocinar um visto de trabalho. Para isso, entretanto, a empresa teria que justificar essa necessidade. Este é um processo caro e burocrático e tem que ser feito antes da pessoa viajar.

Para muitos, há a alternativa do mercado informal de trabalho, isto é, trabalho ilegal. Para isso, o único caminho é primeiro chegar lá, aprender inglês e se familiarizar com funcionamento da sociedade, travar relacionamentos e, então, talvez encontrar o que procura. Mercado de trabalho existe em abundância, e as chances de conseguir colocação vão depender muito da habilidade do estudante em se comunicar e se relacionar com as pessoas, bem como de suas qualidades pessoais como predisposição e flexibilidade para qualquer tipo de trabalho, pontualidade, eficiência, etc.

SACARAM???? O JEITO EH TRABALHAR ILEGAL!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário