21 de mai de 2008

Teclando no MSN - 11 de Dez., 2007: Beijo é sexo?

Giselle says:

Fala Ju!

Junior says:

oi!!!

Junior says:

hehehe.. demorou...

Junior says:

achei q vc nao estivesse mais online

Junior says:

td bem?

Giselle says:

estava organizando meus videos no youtube

Giselle says:

dai demorei a voltar no orkut

Junior says:

hum

Junior says:

tendi

Junior says:

vc me ligou sabado a noite?

Giselle says:

humm...acho q não pq tento mas nao dá certo, entao nao

Junior says:

entendi

Giselle says:

mas qto tempo q nao tc com voce

Giselle says:

UAU

Junior says:

pq tinha uma ligacao perdida de um # internacional

Junior says:

verdade

Junior says:

tempao

Giselle says:

humm...pode ter sido o Denis, nao?

Junior says:

entao... vc me perguntou se tava td bem com meu coração pq nao tinha visto "namorando" no orkut.. rsrs

Giselle says:

rsrs...isso mesmo!

Giselle says:

me conta

Junior says:

nao to namorando efetivamente, na verdade

Junior says:

nao adoto esse nome

Junior says:

eh mais facil pras pessoas entenderem, entao acabo dizendo isso...

Junior says:

mas nao rola namoro

Giselle says:

ai, ai, ai...essa santidade do Ju, nao sei se complica ou ajuda...rsrsrsrsrs

Reginaldo Junior says:

nao rola beijo

Junior says:

atrapalhar?? q nada.. ta sendo uma benção

Giselle says:

me conta como é

Junior says:

ah, nos somos amigos, saimos juntos...

Junior says:

estamos num processo de conhecimento um do outro...

Junior says:

com um compromisso..

Junior says:

poderia dizer q eh uma amizade com compromisso

Junior says:

eh isso

Giselle says:

humm...e carinho? rola carinho?

Junior says:

sim

Junior says:

abraço e tal... de boa

Junior says:

nao eh facil nao viu gi...

Giselle says:

saem de mãos dadas?

Junior says:

as vezes...

Giselle says:

tem liberdade de passar a mão no cabelo qdo quer?

Junior says:

sim

Giselle says:

humm...então eh namoro Ju, pode por no orkut pelo menos por respeito aos sentimentos dela vai

Junior says:

nada a ver.. rsrsrs

Junior says:

ela nao quer tb

Giselle says:

seriao?

Junior says:

sim

Junior says:

eu nao estou impondo nada... eh tudo de comum acordo

Giselle says:

interessante

Giselle says:

e pq vcs decidiram entrar nesse acordo, pra crescer espiritualmente primeiro?

Junior says:

pq beijo faz parte do sexo.. e segundo a biblia, sexo só depois do casamento

Junior says:

beijo É sexo

Junior says:

www.geracaobenjamim.com

Junior says:

http://www.geracaobenjamim.com/modules/wfsection/article.php?articleid=3

Giselle says:

respeito vc Ju, mas infelizmente não concordo

Junior says:

td bem

Junior says:

tanta gente nao concorda

Giselle says:

pq não é o ato em si que é pecado, mas as consequências que ele traz

Junior says:

o beijo tb eh sexo, nao o q vem depois somente

Junior says:

eh contato intimo demais pra dar pra alguem q nao seja minha esposa

Giselle says:

Eu penso que Deus honra a santidade, o matar a carne, o sacrifício.

Junior says:

isso veio de Deus gi.. nao foi uma coisa q eu acordei pensando..

Junior says:

depois do meu namoro com a priscila, percebi q a unica coisa q me mantinha junto com ela era a satisfação do beijo e de todo o prazer q ele trazia

Junior says:

decidi q nao ia mais ter aquilo, pois teria q estar com a pessoa q Deus preparou para mim por ela em si, nao pelo q ela poderia me trazer

Junior says:

acho q o prazer do beijo confunde muitos casais...

Junior says:

isso na verdade, foi o começo disso q Deus me colocou no coração...

Junior says:

depois vieram bases textuais, como constam nesse site q te passei... q só fizeram mais fortes as convicções q eu tinha

Giselle says:

Entendi Ju. Beijo realmente segura muitos casais juntos, tb penso que namorei com meu primeiro namorado por causa disso...

Giselle says:

no entanto me parece que a linha que separa uma amizade de um namoro, se torna inexistente, por exemplo vc não pode ter uma amizade compremetida com mais de uma garota.

Junior says:

logico q nao...

Junior says:

lembra da corte?? "Romance à maneira de Deus"???

Giselle says:

aham

Junior says:

eh mais ou menos akilo

Giselle says:

então vc a está cortejando e pretende ficar assim até casar com ela, right?

Junior says:

isso!!

Junior says:

mesmo depois do noivado...

Junior says:

continuaremos no proposito ate o casamento

Giselle says:

então deve considerá-la sim como namorada, porque não?

Junior says:

ai ai...

Giselle says:

rsrs

Junior says:

gi, mudando de assunto... comprei um carro essa semana

Junior says:

to com um uno..

Giselle says:

Benção Ju!

Junior says:

graças a Deus, consegui pagar a vista... foi benção

Giselle says:

mas volta no assunto please, to precisando de sabedoria nessa área

Junior says:

td bem... mas agora tenho q ir embora gi....

Junior says:

pra trabalhar

Giselle says:

Ah! peninha

Junior says:

a gente pode se falar mais tarde???

Junior says:

vejo se dá pra entrar no msn

Giselle says:

vou pro seminário hj, so chego em casa as 10pm

Junior says:

10pm... aki eh 1h da manhã...

Junior says:

sem problema

Giselle says:

humm...vou tentar, não garanto pq nem sempre a internet lá de casa funciona o sinal

Junior says:

sem problema...

Giselle says:

ok

Giselle says:

Fica na paz

Giselle says:

bjosssssss

Giselle says:

quer dizer abraçossss

Giselle says:

hauhauhauahua

Junior says:

sem graça

Junior says:

rsrsr

Junior says:

fica com Deus gi.. bjo!

Junior says:

te mais


Mexendo nas coisas antigas...achei essa conversa com o Ju. Esse é um amigo que me faz acreditar que ainda existe "príncipe encantado" no mundo....hehehe Sérião! Ele foi o primeiro rapaz que ouvi dizer que queria namorar pra casar, o primeiro que consegue ter padrões de santidade no relacionamento com o sexo oposto mais altos do que os meus...hehehe. O Ju foi quem me motivou a ler o livro: Romance a maneira de Deus. Benção!
E nos momentos mais difíceis, mesmo estando no Brasil, Deus o usou pra me socorrer. Orações, conselhos, desabafos...O Ju é um amigo querido demais, presente de Deus.

Bom, desde a nossa conversa no MSN em Dezembro, já consegui ter mais convicção do que considero certo e errado num namoro. Não concordo que beijo seja sexo como o Ju disse, porque qualquer outro tipo de carinho pode despertar desejo sexual. Se for pensar assim tem que eliminar tudo. Pureza começa na mente e nos pensamentos, se os pensamentos forem consagrados a Deus, os carinhos também serão, até o beijo. "Há tempo de abraçar e tempo de se afastar do abraço" - o casal precisa entender quando é tempo de se afastar.

Mas penso que deve-se sim ter um tempo pra cortejo: período de se conhecer sem se envolver fisicamente at all. Esse tempo não deve ser mais do que alguns meses. Ah...e o Ju beijou a namorada...hehe Mas estão fazendo tudo com cautela e respeito com Deus no centro. O orkut dele ainda diz: solteiro...Temos que mandar uma carta pro orkut pedindo pra que exista outra alternativa: amizade com compromisso. Até lá deixa estar...

10 de mai de 2008

Saudade dói

Publiquei esse texto no meu "about me" do orkut e a reação das pessoas foi de tristeza. Realmente dói sentir saudade, mas o bom é que saudade é na verdade consequência de momentos felizes e inesquecíveis que desfrutamos com alguém. Então, graças à Deus por sentirmos saudades porque tivemos bons momentos que gostamos de lembrar. hehehe

___________________________________________________


Morder a língua dói.
Um tombo patinando no gelo dói.
Rancar um fio de cabelo dói.
Um tapa, um soco, um pontapé, doem.
Dói bater a cabeça na quina da mesa,
dói um puxão de orelha,
dói cólica, cárie e pedra no rim.
Mas o que mais dói é a saudade.

Saudade de tocar com a banda.
Saudade dos amigos de infância.
Saudade dos tempos de magistério.
Saudade de suco fresquinho de fruta que
não se encontra aqui.
Saudade do quarto do irmão.
Saudade de Itapecerica da Serra.
Saudade de quem eu fui e já não sou mais.
Doem essas saudades todas.
Mas a saudade mais dolorida
é a saudade da minha família que amo.
Saudade da pele, do cheiro, dos beijos.
Saudade da presença, e até da ausência consentida.
Podia ficar no quarto e eles na sala, sem
nos vermos, mas sabiámos-nos lá.
Podia ir trabalhar ou fazer compras,
mas sabiámos-nos onde.
Podia ficar o dia sem vê-los, eles o dia sem me ver, mas sabiámos-nos amanhã.
Contudo, quando a distância separa, e torna
inacessível, sobra uma saudade que ninguém sabe
como deter.

Saudade é basicamente não saber.
Não saber mais se a primeira pergunta do meu pai quando chega em casa ainda é: Jô?! Cadê sua mãe?
Não saber se ele ainda exagera no desodorante e depois fica espirrando.
Não saber mais o gosto da comida da minha mãe.
Não saber se ela ainda esquece de tirar a roupa do varal quando chove.
Não saber se eles ainda dão aquelas indiretas e retas
quando querem ficar sozinhos no quarto.
Se concertaram a fechadura do quarto deles.
Se meu irmão ainda passa tempo em frente ao espelho olhando os músculos.
Se minha irmã ainda sai de casa correndo sem tomar café.
Se meu pai continua falando sim quando devia dizer não e vice-versa.
Se minha mãe ainda discute com ele por causa disso.
Se meu irmão ainda assiste 5 canais ao mesmo tempo na tv.
Se minha irmã ainda esquece as luzes acessas.
Se meu pai ainda grita: Já chega! – quando alguém está no banho.
Se minha mãe ainda fala: Tô com vontade de comer alguma coisa diferente!
Se eles continuam assistindo tv e comendo juntos na cama dos meus pais.
Se minha mãe ainda arruma a casa durante os comerciais do filme.

Saudade é não saber mesmo!
Não saber o que fazer
com as novidades que só eles entenderiam, ririam e celebrariam comigo.
Não saber como encontrar tarefas
que lhes cessem o pensamento;
Não saber como frear as lágrimas diante de uma música;
Não saber como vencer a dor
da distância que deixa tantos buracos.
Saudade é não saber qual tem sido a roupa preferida deles;
É não saber se dormiram bem ou passaram a noite em claro;
É não saber se os melhores amigos ainda são os mesmos.

Saudade que skype, orkut, blog, twitter, webcam, telefone, enfim, nada parece suficiente para saciá-la.
Saudade é não saber os pequenos detalhes, os pensamentos, o cheiro, o aconchego do abraço...
Saudade dói.

(Minha adaptação do texto Saudade do Miguel Falabella.)

5 de mai de 2008

Congresso JAMP 2008

Aconteceu e foi BENÇÃO!

Nosso tema: GERAÇÃO ATITUDE - "Esses que tem causado alvoroço em todo o mundo chegaram até aqui" Atos 17:6b


Fomos desafiados a fazer a diferença nessa geração. No primeiro dia aprendemos que Satanás vai tentar nos impedir de três maneiras: apresentando alternativas falsas, através do nosso egoísmo e ambição. O que ficou no meu coração foi o desafio de mais do que buscar à Deus na igreja temos que alcançar almas pra Jesus onde formos. Nossas amizades com pessoas não Cristãs tem que ser fundamentada num interesse: ganhá-las pra Jesus. Não podemos nos deixar influenciar pelos amigos que não conhecem a Jesus mas sim apresentar à eles a verdade que transforma vidas: Jesus, o Salvador.

Gostei muito do testemunho do Pr. Fernando, no qual ele conta que na sua adolescência tocava no louvor da igreja e também no intervalo da escola. Ele gostava de uma menina da escola, porém amava ser o centro das atenções das outras meninas, e sabia que se tivesse uma namorada ela afastaria as outras meninas. Então, conversou com a menina e propôs que eles só ficassem de vez em quando. Mas Deus não gostou muito dessa idéia, e Deus falou ao seu coração que ele não podia brincar com Deus. O Pr. Fernando entendeu, e se arrependeu, terminou com a menina e fez um compromisso com Deus de nunca mais nem pegar na mão de nenhuma menina a não ser a que Deus escolheria pra ser sua esposa. Ele tinha 17 anos quando fez esse compromisso com Deus. E teve tentações pra cair, mas permaneceu fiel à Deus no seu compromisso de se guardar pra sua esposa. Um tempo depois ele conheceu a Vandréia e de cara soube que ela era a esposa que Deus havia separado pra ele. Eles oraram por três meses sem nem segurar as mãos, depois namoraram e casaram. Achei lindo!

E Deus confirmou mais uma vez no meu coração através do testemunho do Pr. Fernando, que minhas expectativas para um futuro namoro e casamento no centro da vontade Dele, não são fora desse mundo como às vezes penso. Mas sei que se quero o cara DEZ, preciso ser a garota DEZ! hehehe

No segundo dia aprendemos sobre como fazer a diferença: tem que ter caráter, compromisso com Deus e temor à Deus. O Pr. Fernando explicou que não adianta nada querer ganhar almas e fazer diferença se nossa vida não estiver em ordem com Deus. Ele deu exemplos de coisas pequenas, como tirar boas notas, arrumar a cama, respeitar os pais etc. Explicou que precisamos dar exemplo em tudo.

No Sábado de manhã liguei pra Evelyn e conversamos sobre o culto de Sexta. Sai meio triste comigo mesma porque o Pr. havia deixado claro que pra fazer a diferença temos que impactar vidas, ganhar almas pra Jesus, obedecer o "Ide". E ele perguntou: "Quantas pessoas vc ganhou pra Jesus nesse ano?" E eu não consegui me recordar de ninguém. As pessoas que testemunhei, ainda não aceitaram a Jesus. Mas a Evelyn me lembrou do versículo que diz que uns plantam, outros regam, e outros colhem, e que quando eu tivesse oportunidade de falar tenho que falar, mas só o fato de eu buscar diariamente glorificar a Deus em tudo, já estou pregando Jesus através da minha vida. Amiga sábia que eu tenho né?! rs

E Deus confirmou isso no Sábado quando o Pr. Fernando pregou exatamente sobre ser para poder fazer diferença: ser comprometido com Deus, ter o caráter de Jesus e temor à Deus. E sei que Deus tem trabalhado muito no meu ser, muito mes-mo. Entendi que assim como os pássaros glorificam à Deus construindo ninhos, voando, cantando, e o sol brilhando, a flor florescendo, do mesmo modo eu glorifico à Deus quando faço o que Ele me criou pra fazer: uso meus dons, talentos e qualidades pra glorificá-lo e demonstrar amor aos outros. Entendi que tenho que parar de olhar só para os meus defeitos, mas abusar das minhas qualidades, abusar mes-mo. Se gosto de ensinar, tenho que ensinar muiittooo, se gosto de escrever tenho que escrever muittooo, preciso me aperfeiçoar no que sou boa. Quero ser o melhor que conseguir ser no que gosto de fazer.

No último dia aprendemos sobre porque fazer a diferença: para ser o sal da terra. Analizando as características do sal entendemos que assim como o sal precisamos evitar o apodrecimento (do mundo) e dar sabor a tudo e todos ao nosso redor. O Pr. contou o testemunho de como ele perdeu 59 quilos com dieta e exercício físico e a operação milagrosa de Deus.

Enfim foi BENÇÃO! Muita coisa no meu coração! Mais fotos aqui.