23 de jan de 2008

Deus usa até o que nos parece mal, para o bem

"Muitos são os planos no coração do homem; mas o desígnio do Senhor, esse prevalecerá." (Provérbios 19:21)

Hoje recomeço a faculdade, depois de um ano e meio sem estudar. Se fosse pelos meus planos eu já teria o meu Associates degree, que equivale a dois anos de faculdade. Fiz planos, mas o propósito do Senhor prevaleceu. Nesse um ano e meio fui aluna do Mestre dos mestres e com Ele aprendi muitas lições.

Li a história de José semana passada. E ao meditar nela, pensando naquele versículo que José fala aos seus irmãos quando os perdoa por terem-no vendido como escravo:

"Respondeu-lhes José: Não temais; acaso estou eu em lugar de Deus? Vós, na verdade, intentastes o mal contra mim; Deus, porém, o intentou para o bem, para fazer o que se vê neste dia, isto é, conservar muita gente com vida. Agora, pois, não temais; eu vos sustentarei, a vós e a vossos filhinhos." (Gênesis 50:19-21)

Meu coração se encheu de alegria e paz, entendendo que até o que aos nossos olhos parece mal, Deus permite que aconteça, para o nosso bem e para o bem das pessoas ao nosso redor. José não tinha como guardar mágoa dos seus irmãos, porque ele entendeu que Deus usou até o ciúme e a inveja que os irmãos de José tinham dele, para beneficiar toda a família e outros povos, livrando-os da fome que assolava a terra e matava muitos. Do mesmo modo, a demora pra sair meus documentos pra faculdade, a dificuldade de encontrar uma faculdade que permitisse que eu pagasse resident tuition invés de non-resident...tudo isso que aos meus olhos parecia ser mal, o Senhor usou pra me ensinar a confiar Nele. Em todas as coisas o Senhor tem um propósito.

Foi aí que me veio à memória uma história da minha infância. Eu tinha 3 anos de idade, minha mãe dirigindo e eu no banco de trás. De repente cismei que queria ficar de pé no banco:
- Senta filha. Você vai cair se não sentar. - minha mãe aconselhou.
- Não mãe. Cai não. - respondi.
- Cai sim, filha. Senta.
Eu não sentei, teimosa, achei que estava bem em pé. Minha mãe sabia que era perigoso mas não queria me forçar a sentar. Então, ela foi dirigindo de mansinho e logo que teve uma oportunidade brecou de leve, porém subitamente, o que foi o suficiente pra me dar um susto. Prontamente, sentei. Rsrsrs. Percebendo que realmente poderia cair.
Não lembro dessa história. Mas minha mãe conta com aquele ar de mãe-sabe-tudo, orgulhosa por ter me feito sentar por conta própria ao me fazer entender o perigo de cair.

Entendi a profunda lição por trás dessa história: quem ama não somente quer nos proteger, mas acima de tudo quer que aprendamos a confiar. Minha mãe não somente queria que eu sentasse para não cair, mas ela queria que eu sentasse porque eu confiava nas palavras dela, e se ela estava falando que eu ia cair, era porque eu realmente ia cair. Por eu ter sido teimosa, ela teve que brecar subitamente, pra que eu tivesse noção do perigo e da minha incapacidade de manter meu equilíbrio em pé. Só assim percebi que ela tinha razão, e era melhor sentar ou eu iria cair.

Foi assim que meu Paizinho celeste fez comigo esse ano que passou. Ele me fez entender que se eu não obedecê-Lo certamente cairei. Deus, o motorista da minha vida, brecou subitamente e quase caí feio. Mas foi só um susto pra que eu entendesse que dependo Dele, preciso ouví-lo de primeira: - Pai, não precisa falar duas vezes, já sentei. Confio no teu amor por mim e sei que tua vontade é boa e perfeita.

O quase cair, o querer desistir, querer desanimar, me ajudou a entender que não sou forte coisa nenhuma, não sou sabida, nem auto-suficiente, sou fraca e não há nada que eu possa fazer pelas minhas próprias forças, dependo de Ti, Pai.

"Aquele, pois, que pensa estar em pé veja que não caia. Não vos sobreveio nenhuma tentação, senão humana; mas fiel é Deus, o qual não deixará que sejais tentados acima do que podeis resistir, antes com a tentação dará também o meio de saída, para que a possais suportar." (I Coríntios 10:12 e 13)

Hoje recomeço a faculdade entendendo que estou lá com um propósito maior do que simplesmente pegar um diploma. Estou lá porque o Senhor assim permitiu, não foi por minhas forças. Fiz o GED (supletivo) pra poder pagar mensalidade de residente e o WCC aceitou minha matrícula. Glória a Deus.
Deixo de ser teimosa. Minha priorioridade é Te seguir. Estarei na facul pra transformar vidas, para permitir que o Senhor ame as pessoas através de mim onde quer que eu vá. Eu abro mão dos meus planos e sonhos, porque não existe lugar melhor que o centro da vontade de Deus. O Senhor me deu oportunidade de fazer Seminário, comecei semestre passado. Penso que se eu estivesse na facul, talvez não teria começado. Deus planejou tudo muito melhor do que eu faria.

" Entrega o teu caminho ao Senhor; confia nele, e ele tudo fará." (Salmo 37:5)

Nenhum comentário:

Postar um comentário